Gerenciar Textos

Aumentar Diminuir

Deficiência Visual

Ativar alto contraste

Deficiência de Fala

Instalar tradutor Libras

SOBRE

CURITIBIM é uma mostra de canções para crianças. Teve suas primeiras edições realizadas em 2015 e em 2018. Nestas edições contou com a participação de 15 artistas de diferentes regiões do Brasil. A terceira edição será realizada em uma LIVE, dia 02 de outubro de 2020, transmitida no Canal Parabolé. O projeto promove e valoriza a produção musical brasileira dirigida a crianças. Tem como resultados um show, um bate-papo entre músicos e plateia, um colóquio educacional e uma série de vídeos produzidos com os artistas selecionados.
 
CURITIBIM é uma realização da Parabolé Educação e Cultura e conta com a curadoria de Milton Karam e Rosy Greca, artistas curitibanos que possuem reconhecida trajetória profissional na música infantil.

O PROJETO / Mostra de música Curitibim

CURITIBIM foi criado tendo em vista a atual conjuntura de produção e distribuição da música infantil. Pretende abrir uma nova janela no panorama da música brasileira feita para crianças, por meio da qual seja possível visualizar o quão criativo e diversificado é este campo de produção artística.

De um lado, milhares de crianças se entretém diariamente com os ícones da indústria cultural que, muitas vezes, não representam a diversidade cultural brasileira e, de certo modo, limitam a experiência estética. De outro, o Brasil reúne centenas de grupos artísticos independentes, que se destacam, cada qual em sua região de abrangência, fomentando a produção musical para crianças com a preocupação da formação intelectual e cultural dos pequeninos.

O CURITIBIM surge para aproximar estes dois lados, como mais uma ferramenta de potencialização e divulgação de produções criativas, autorais e independentes. E contribui com a ampliação das formas de distribuição dos produtos musicais destinados à criança no Brasil

INSCREVA-SE NO CANAL

OBJETIVOS / Onde queremos chegar

- Fomentar a produção musical dirigida ao público infantil no Brasil.
- Valorizar a produção musical infantil independente como um campo da economia criativa que se expande, gerando visibilidade e valorizando compositores e intérpretes que dedicam suas carreiras a pensar produtos artísticos para a infância.
- Destacar a cidade de Curitiba como um polo de fomento e produção de música infantil, trazendo músicos de diferentes partes do Brasil e selecionando ao menos um artista local.
- Chamar a atenção de produtores musicais do setor para artistas que desenvolvem suas carreiras de forma regionalizada e não encontram meios de distribuição nacional de seus produtos.
- Promover o intercâmbio entre compositores, intérpretes e produtores de diferentes regiões do país.
- Promover a interação das crianças com os artistas.

COLÓQUIO / O desenvolvimento da musicalidade nas relações entre família e escola.

Dentre as ações complementares da terceira edição do CURITIBIM, destaca-se o colóquio, que na edição 2020 será uma LIVE transmitida pelo Canal Formação Continuada. Trata-se de uma atividade de cunho formativo, que visa contribuir para a diversificação das fontes artísticas e culturais utilizadas por pais e profissionais da educação junto às crianças.

Propondo reflexões, estarão os compositores Milton Karam e Rosy Greca, com a mediação do arte educador Nélio Spréa. Data: 25 de agosto / Horário: 9h às 11h / Transmissão da LIVE: Canal Formação Continuada. 

INSCREVA-SE

SELECIONADOS

Beto Mejía

Beto Mejía é compositor, músico, produtor musical e cultural. Trabalha como educador musical desde os 16 anos em escolas e com aulas particulares. Tocou em diferentes tipos de grupos musicais, desde orquestras sinfônicas até bandas de rock. Compor e tocar flauta na banda Móveis Coloniais de Acaju (DF) foi o seu projeto mais notável, que durou por 18 anos. Com os Móveis, lançou três discos, diversos clipes e um longa-metragem. Tocou em todo o Brasil, ganhou diversos prêmios como: Prêmio Multishow, Video Music Brasil MTV, Prêmio Orixalé do Afroreggae, entre outros. Teve a oportunidade de tocar com músicos como: André Abujamra, Fernanda Takai, Hamilton de Holanda, Yamandu Costa, Letieres Leite, Lenine, entre tantos outros. Como produtor cultural, produziu em Brasília o Festival de Música Móveis Convida de 2005 a 2015.
 
Como artista solo, Beto Mejía tem três lançamentos. O EP Abraço (2012), o disco Wahyoob (2016) e o álbum infantil Onde o infinito é som (2019). Morando em São Paulo há 7 anos, Beto atua como produtor de trilhas para projetos institucionais e como educador musical. Prestando atenção sempre à voz da criança, continua acreditando que o afeto, por meio da arte, transformam as estruturas de uma sociedade.

Encantoré

O Encantoré traz canções próprias que passeiam nos mais variados cantos da imaginação. São músicas que fazem rir e envolvem a todos com sons, histórias e mistérios! A banda nasceu em 2011 e é formada por Juliana Vergueiro (voz e percussão) e Rafael Vanazzi (voz e sanfona), e agregou a linguagem teatral para ampliar a comunicação com o público.
 
Dois CD`s foram gravados: "O que você vai ser quando crescer" e "Gira-Gira". O primeiro possui uma versão em espanhol e um DVD. Já foram mais de 500 apresentações, principalmente em escolas da rede pública de Campinas, percorrendo os estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais, tendo feito duas apresentações em espanhol, em Santiago e Chile. Também participou duas vezes no Quintal da Cultura em 2019.

Manaká

Lívia Izar e Xico Abreu são idealizadores, compositores e os cantores que lideram a banda Manaká, que foi recomendada como um dos 8 melhores trabalhos de música para criança pelo Jornal O Globo. O Manaká é uma dupla lançada pela TV Cultura, realmente comprometida com qualidade e valores para o bem viver de crianças e famílias do Brasil. As músicas são autorais, sensíveis, poéticas e divertidas. Todas inspiradas no cotidiano em família.

Paulo de Nadal

Paulo de Nadal é compositor, cantor e músico; autor de diversas canções para o público infantil e para as bandas autorais que integrou (como Mordida, Badulaque, Emílio & Mauro, entre outras), além de trilhas para teatro e cinema. Graduado em Artes Plásticas pela Faculdade de Artes do Paraná (2001) e Pós-graduado em Arte Educação, pela Faculdade de Artes do Paraná (2002), atua como professor de musicalização nas Escolas Trilhas, Projeto 21 e Gente Alegre, todas em Curitiba-PR.

Roni e as figurinhas

Roni e As Figurinhas é um mergulho no mundo musical das composições de Roni Valk feitas para e sobre infâncias. Seu álbum de estreia foi selecionado para o Prêmio da Música Brasileira 2018 e tem participações especiais de Maria Alcina, Áurea Martins e Suzana Salles, três cantoras consagradas da nossa música. Roni e As Figurinhas conta com dezenas de apresentações por palcos cariocas, pelo estado do Rio de Janeiro e turnê internacional por Taiwan. Há 4 anos comanda o Grande Bailinho Infantil de Carnaval do Fluminense Football Club. 
 
Seu novo álbum, em produção, aborda e pinta e borda gênero e generosidade.

Badulaque

Badulaque é um duo de música infantil de São Paulo/SP, formado por Daniel Ayres e Julia Pittier. Apresentando um repertório autoral, os arranjos da dupla são compostos a partir da utilização de instrumentos não convencionais, percussão corporal, sapateado, violão elétrico, piano e efeitos eletroacústicos. As letras das músicas focam na criatividade, na curiosidade e na inteligência da criança. Com a Palavra Cantada desde 2005, Julia e Daniel criaram diversas atividades musicais interativas que resultaram em livros e DVDs que se tornaram material didático em vários municípios do Brasil. Daniel e Julia também participam da banda Batuntã, que pesquisa e cria ritmos populares diversos com percussão e instrumentos de sopro.

Cria

Cria é um grupo que valoriza a inteligência da criança, vem do Rio de Janeiro/RJ para o Curitibim Maira Martins e Gustavo Pereira. A proposta dos shows da companhia é homenagear os pequenos, mas sempre mantendo a comunicação com a família inteira. O objetivo é fazer com que todos se sintam em casa. O repertório do grupo une músicas inéditas, consagradas e textos clássicos de literatura infantil.

Dois é Bom

De Curitiba/PR e formado em 2011 por Candiê Marques (músico, ator, palhaço e educador) e Doriane Conceição (musicoterapeuta, atriz e educadora), o duo Dois é Bom apresenta um trabalho cênico musical envolvendo a composição de trilhas sonoras, a contação de histórias, montagem e apresentações de espetáculos teatrais, shows e oficinas musicais.

Márcio Coelho e Ana Favaretto

De Ribeirão Preto/SP e completando 25 anos de carreira, Márcio Coelho e Ana Favaretto reúnem diversos feitos no universo da canção infantil. Circularam em turnê por múltiplas cidades do Brasil, Argentina, Uruguai, Chile, Colômbia e México. Também desenvolveram projetos e shows, idealizaram encontros e movimentos para promover a música para crianças. Em seu repertório de atividades, tem um acervo de CDs próprios lançados.

Tiquequê

O grupo Tiquequê de São Paulo/SP foi representado por Wem, que reúne em seu currículo artístico vários projetos musicais infantis e dividiu palco com grandes nomes e grupos como Carlinhos Brown, Palavra Cantada, Barbatuques, entre outros. A característica do Tiquequê, formado há mais de 15 anos, é encantar as crianças através da mistura de linguagens.

Ana Cristina

Itabirana, radicada em Belo Horizonte, Ana é cantora, compositora, gestora e consultora de projetos, publicitária e agitadora cultural. Suas músicas já chegaram as rádios de Portugal, Holanda, Bélgica, Itália e Brasil. Pesquisadora e autora de diversos CDs solos, também promove em escolas atividades que incentivam a leitura e a criação poética.

Bob Vieira

Ao som da viola caipira, Bob Vieira interpreta suas rimas com muita interação e diversão. As crianças, enquanto se divertem, conhecem ritmos como: fandango, catira, cururu, moda de viola, cateretê, São Gonçalo e recortado. Além da viola, Bob Vieira também toca a gaita de boca e a gaita ponto 8 baixos numa sonoridade vibrante e ritmada.

Eduardo Klebis

Eduardo Klebis é compositor, poeta e cantor. Fundador dos grupos Angu e Angudadá, desenvolve um trabalho com a missão de proporcionar o contato dos pequenos com um repertório original composto por elementos significativos do universo infantil, das culturas do mundo e dos avanços estéticos na música, na poesia e em outras artes. Além dos álbuns gravados com os dois grupos que fundou, Eduardo é autor de canções gravadas no Brasil, em Portugal, na Espanha e nos EUA por diversos intérpretes.

Itaercio Rocha

Itaercio Rocha tem sua formação nos estudos contemporâneos em dança (UFBA e FAV) e graduado em educação artística com habilitação em artes cênicas pela Faculdade de Artes do Paraná. Produziu inúmeros CDs e espetáculos com parceiros, em produções autorais e principalmente com o grupo Mundaréu.

José Navarro

José Navarro, catarinense de Joinville radicado em Curitiba, é médico veterinário, mestre na área ambiental, também se graduou em musicoterapia e pós graduou em música na educação infantil (UNESPAR-FAP). Seja no grupo Mundico ou através de projetos solos, reúne vasto repertório e atua como compositor, músico, autor, produtor e educador.

Kamile Levek

Kamile é natural da cidade de Curitiba, onde iniciou sua carreira musical como guitarrista de diversas bandas. Mudou-se para Salvador, onde deu continuidade na sua formação musical, sendo doutora em educação musical pela UFBA. Também fundou o grupo Canela Fina e é compositora e guitarrista do grupo Samba das Moças.

Má Ribeiro

Má Ribeiro é atriz, palhaça e musicista, formada em artes cênicas pela Faculdade de Artes do Paraná (FAP). Atua em diversas companhias e projetos cênicos, e integra os grupos musicais Siricutico e Filhas da Fruta. Após residência artística em Portugal, investiga sobre o corpo, música, dança, na relação e troca com as pessoas e com os espaços.

Paulo Bi

Paulo Bi fez shows pelo Brasil, Japão, África do Sul, Suíça, Alemanha, Espanha, Uruguai e Colômbia. Lançou seu primeiro material para crianças em 1999. Reúne diversas publicações com composições próprias, folclóricas ou releituras

Solange Sá

Solange Sá é cantora, compositora e professora de canto popular. É idealizadora da banda Piolhos, com músicas para crianças, jovens e famílias. Em suas canções, a compositora tem um viés lúdico e também crítico. Os temas variados, tem um traço comum que é tratar de assuntos universais e ou atuais, utilizando o humor e um certo deboche para despertar e cutucar o senso crítico dos ouvintes.

Vange Milliet

Vange Milliet é musicista e compositora do Gangorra, projeto e música infantil que formou com seu marido Paulo Lepetit. Todas as músicas são de autoria do casal, tratam de temas que refletem o cotidiano, bem como o universo questionador das crianças.

FOMENTADORES

Este projeto é realizado com o apoio do Programa de Apoio e Incentivo à Cultura da Fundação Cultural de Curitiba e da Prefeitura Municipal de Curitiba.

@ 2020 CURITIBIM - Mostra de Música para crianças